quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Projecto da horta Centro Social das Antas

 O centro social das Antas tem um novo sonhoo projecto da horta. 

Este sábado 28 de fev damos inicio a uma fase muito importante,encher o terreno com terra nova. 

Sábado pelas 9:30 da manhã vão chegar ao centro 2 camiões carregados de terra. 

Precisamos da vossa preciosa colaboração para transportar a terra . 

Será que podemos contar com a sua ajuda neste projecto que é nosso mas também é seu? 

Desde já agradecemos a vossa colaboração. 
Obrigado.


segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Dia de Oração contra o tráfico humano

No próximo dia 8 de fevereiro será celebrado o primeiro Dia Internacional de oração e reflexão sobre o
Tráfico de seres humanos – tema várias vezes abordado pelo Papa Francisco desde o início do seu Pontificado.

A iniciativa é promovida pelos Pontifícios Conselhos dos Migrantes e da Justiça em parceria com a União Internacional dos Superiores Gerais dos institutos religiosos masculinos e femininos (Uisg e Usg). Será celebrada no dia em que Igreja recorda a Santa Josefina Bakhita – escrava sudanesa que se tornou religiosa canossiana e foi canonizada no ano 2000.

Na próxima terça-feira, no Vaticano, acontecerá a coletiva de imprensa para a apresentação do Dia, que terá como tema “Acenda uma luz contra o tráfico”.

Link para :  “Acenda uma luz contra o tráfico”     Aqui.

 Participam da coletiva os presidentes e prefeitos dos dicastérios patrocinadores da iniciativa: Card. João Braz de Aviz (Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica), Card. Antonio Maria Vegliò (Pontifício Conselho da Pastoral para os Migrantes e os Itinerantes) e Peter Kodwo Appiah Turkson (Pontifício Conselho da Justiça e da Paz). Também estará presente, entre outras irmãs, a coordenadora da rede internacional de religiosas contra o tráfico Thalita Kum, Ir. Gabriella Bottani, que trabalhou no Brasil.

O tráfico de seres humanos “é uma das piores escravidões do século XXI “ e “diz respeito a todo o mundo”, lê-se no comunicado dos religiosos. Citando dados da Organização Internacional do Trabalho e do Escritório da ONU contra a Droga e o Crime (Unodc), os religiosos lembram que cerca de 21 milhões de pessoas são vítimas do tráfico para diversos fins: exploração sexual, trabalho forçado, tráfico de órgãos, mendicância, servidão doméstica, matrimônio forçado e adoção ilegal. Cerca de 60% das vítimas são mulheres e menores.

O Dia mundial contra o Tráfico de 2015 insere-se ainda significativamente dentro do Ano dedicado à Vida Consagrada e será, portanto, de estímulo para todas as religiosas e os religiosos espalhados pelo mundo para lerem os “sinais dos tempos e a repensarem em termos proféticos o presente e o futuro da própria vida consagrada”.

Por Canção Nova com Rádio Vaticano