domingo, 5 de outubro de 2014

Santiago Compostela 2014

Peregrinação
a Santiago Compostela
1 a 5 de Outubro de 2014



Testemunhos dos peregrinos


Caminho de Finisterra – 1 a 5 de outubro de 2014

Foi a primeira vez que trilhámos os caminhos de Santiago. Para nós, que desde há muito tínhamos essa vontade, foi uma experiência marcante. Desde as caminhadas preparatórias que sentimos que estávamos no caminho certo, nesta peregrinação “com e pelos outros”, como várias vezes referiu o Padre Baptista.
 Jamais esqueceremos os momentos vividos, naqueles caminhos de terra, onde caminhámos sobre pedras ásperas e sob sol ardente, sob chuva fresca e nevoeiro. Mas foi, sobretudo, nos caminhos do nosso mundo interior, que a ventura maior aconteceu. No nosso pensamento passaram os amigos, as pessoas que nos são queridas, a família, os erros, as derrotas, as alegrias, o passado…
O contacto, com a natureza e com os outros caminhantes, permitiu-nos uma comunhão com o essencial na vida…afinal é tão fácil ser feliz com tão pouco. Experimentámos, assim, a felicidade de se viver com quase nada. A nossa alma ficou saciada com tanto carinho e amizade de quem fez, connosco, esta peregrinação.

Porto, 19 de outubro de 2014
                                                                                                           Zulmira e Rui




O que foi para vocês a experiência do caminho de Santiago ?




Na verdade quando pensei fazer o Caminho de Santiago foi por uma questão muito pessoal, sobre uma atitude de busca interior, reconciliação até mesmo espiritual, perguntas importantes que levamos ao nosso interior e encontrar o verdadeiro sentido da vida. O Caminho de Santiago potenciou-me tudo isso. O Caminho, permitiu-me realmente ver, aquilo que é importante em geral e deixar tudo o que é acessório. Por isso não posso vir como fui. Foi uma experiência, única, pessoal, individual e ao mesmo tempo com os demais do grupo, maravilhosa! Grata por tudo, sinto-me abençoada e feliz. Obrigada Santiago!
Ao grupo, parabéns pelo empenho em todas as tarefas e actividades. Foi uma mais valia que proporcionaram a todos os peregrinos, o sentido da união, convívio e boa disposição o que nos leva a pensar que é impossível fazer o Caminho sozinho. À minha paroquia e a todos o muito obrigado por me proporcionarem tudo isto.

Maria Joao Morais




  








Uma experiência muito intensa, tanto a nível espiritual como física. Superou as expectativas iniciais e permitiu conhecer um grupo de pessoas com excelentes qualidades pessoais e humanas


Alberto e Paula Pinheiro 






quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Conferência Vicentina de Sto António das Antas

A Conferência Vicentina de Sto António das Antas distribuiu,neste mês de Set 2014, cerca de 850 kg de produtos alimentares. Destes produtos, a maior parte foi oferecida pelo Banco Alimentar contra a Fome, sendo a parte restante obtida das dádivas da Comunidade Paroquial (Pão de Sto. António) e de compra efectuada pela Conferência Vicentina. Até esta data, em 2014, a Conferência Vicentina distribuiu ajudas no valor de cerca de 10 500,00 euros, sobretudo em alimentos e em pagamentos de rendas de casa, electricidade /gás, água e medicamentos. Sendo a Sociedade de S. Vicente de Paulo um corpo único a nível nacional e internacional, fundado no ano de 1833, funciona de modo idêntico em todo o mundo, tendo por guia um conjunto de normas e orientações, a designada Regra da SSVP. Além do apoio material às famílias mais carenciadas, a missão vicentina privilegia a vertente espiritual, considerando uma das grandes pobrezas do nosso tempo a falta do pão da palavra de Deus (falta de Deus, de fé e de esperança, na vida das pessoas). O contacto directo e pessoal, na visita domiciliária, permite a criação de uma relação de confiança e amizade entre o(a) vicentino(a) e a famí- lia assistida, possibilitando um conhecimento concreto e a ajuda adequada. A Conferência Vicentina de Sto. António das Antas, constituída por nove elementos mais presentes e activos, de idade já avançada na sua maior parte, necessita de novos elementos / membros para poder acompanhar e ajudar melhor as mais de 50 famílias que já apoia. Necessita também de ajuda material, sobretudo monetária (que pode ser disponibilizada anualmente, por exemplo, por paroquianos que se tornem Benfeitores da SSVP), e em géneros alimentares, nomeadamente colaborando de modo generoso nas recolhas de alimentos Pão de Santo António. Se todos participarmos e colaborarmos, na medida das nossas possibilidades, estaremos a tornar menos difícil a vida de muitas famílias da nossa paróquia e, em última análise, estaremos a construir um mundo melhor. Conferência Vicentina de Sto. António das Antas Setembro de 2014 (NIB: 0036 0073 9910007159377; confvicentina.antas@gmail.com)