segunda-feira, 9 de julho de 2012

40 ANOS DE VIDA SACERDOTAL DO NOSSO PÁROCO

CELEBRAÇÃO DOS 40 ANOS DE VIDA SACERDOTAL DO NOSSO PÁROCO, PE. JOSÉ LOPES BAPTISTA – No dia 9 de julho, segunda-feira, festejamos esta data, com toda a comunidade, na Eucaristia das 19h15. Foi um momento de festa e ao qual todos nos associamos. No final, houve um bolo que foi partilhado com todos os presentes nesta celebração.



quarta-feira, 4 de julho de 2012

segunda-feira, 2 de julho de 2012

Viagem à Polónia


PASSEIO À POLÓNIA – De 2 a 8 de Julho a paróquia organizará uma peregrinação à Terra Natal do Beato João Paulo II. Visitaremos Varsóvia Czestochowa (Virgem Negra), Cracóvia, Auschwitz, Wadowice e Lagiewniki (Santuário da Consagrada Irmã Faustina).

PALAVRAS SIMPLES…
Foi em Wadowice. Terra Natal de João Paulo II. Em plena Igreja, junto ao batistério, alguém recordava Karol Wojtyla. “Aqui tudo começou”, palavras do Papa. Cada participante da Peregrinação remete-se ao silêncio. A hora era de tomada de consciência do batismo de cada um. E cada um, ao colocar a mão sobre o batistério, fez suas as palavras escutadas.
É verdade. Tudo em nós começa quando somos batizados. A água e o Espírito derramados, transformaram-nos ou colocaram-nos em ritmo de transformação do ser que somos: filhos de Deus, pela Sua graça. Esta é a nossa dignidade. Esta é a nossa grandeza. Esta é a beleza do ser que somos. No batistério nascemos para Deus, tornamo-nos de Deus e, no Seu desejo, somos totalmente para Ele.
João Paulo II encontra no seu batismo o ponto de partida que justifica a vida que viveu. Envolvido pela Graça deixou-se encaminhar por ela, fazendo dela a sua vida. Aliás, como Maria. Assim, se entende que, no calcorrear da vida, ele sentisse a presença materna de Maria a quem se dá, a quem se entrega totalmente. Aqui o seu lema: Totus Tuus, Maria.
Recordando o nosso batismo, envolvidos pela Graça de Deus, caminhamos. Sabemos que estamos enviados ao mundo. É “aí” que somos chamados a espalhar o odor da Graça. E esta transformará a realidade que nos envolve. A Graça vivida será ela mesma a portadora do gérmen da vida que é Jesus a transformar as realidades temporais. Mas somos nós que a transportamos. Somos nós que a levamos aos vários cantos da vida para aí se poder respirar a alegria e a paz. Somos nós, com o nosso jeito de ser e de viver, nos dons concedidos e acolhidos, quem a tornará presente nas várias realidades que a vida nos faz viver.
Hoje o mundo não precisa de muita gente com religião. O mundo necessita de homens e mulheres plenificados pela Graça e que se propõem derramá-la dia a dia junto a outros e outras com quem faz história. Isto é, com quem constroem o Reino de Deus. Então o mundo tem urgência de homens e mulheres que se assumam na sua identidade cristã que encontra a sua fonte na fonte batismal.
Aproveite cada um este tempo para contemplar o seu ser batizado. Como seria bom uma pequena visita a esse lugar tão belo e tão grandioso que é o batistério da igreja onde cada um foi batizado.
    Pe. José Baptista

domingo, 1 de julho de 2012